Fundos de investimento

Invista agora

Ainda não é cliente?

Os Fundos de Ações Bradesco são administrados por especialistas que direcionam recursos para investimentos diversificados, por meio de uma análise criteriosa suportada por políticas estabelecidas nos regulamentos dos fundos, sempre com o objetivo de proporcionar os melhores retornos para você, investidor.

Tipos

Os fundos são divididos em 4 tipos:

Abertos É permitida a entrada de novos cotistas, saída ou aumento da participação de cada um deles. Esses fundos existem por tempo indeterminado.
Fechados Após o período determinado de captação, os investidores ficam impossibilitados de entrar, sair ou realizar aportes. A única maneira dos cotistas saírem é vendendo as suas cotas no mercado secundário, já que essas cotas e os direitos podem ser transferidos pelo termo de cessão e transferência assinado pelo cedente e cessionário.
Exclusivos São FICs destinados a investidores qualificados e criados para receber aplicações de um único cotista.
Restritos FIs ou FICs destinados a receber aplicações de um determinado grupo de cotistas com vínculo familiar, societário ou econômico ou, ainda, que determine essa condição por escrito.

Taxas

Todo fundo de investimento possui despesas que fazem parte de seus encargos:

Taxa de administração É fixa, divulgada em percentual ao ano (base 252 dias), calculada sobre o patrimônio líquido do fundo e provisionada diariamente, afetando o valor da cota.
Taxa de performance O regulamento do fundo pode determinar cobrança de taxa de performance quando a rentabilidade superar o índice de referência. É o “prêmio” cobrado pelo administrador do fundo caso o seu rendimento supere o benchmark estabelecido (referência).
Taxas de ingresso, saída e de custódia Os fundos podem, também, cobrar essas taxas, desde que o seu regulamento disponha a respeito.

Profissionais envolvidos

Administrador É o criador do fundo, responsável por seu funcionamento e características. Fica, também, responsável pela regulamentação (CVM) e documentação. O administrador é o defensor dos interesses dos cotistas.
Gestor Responsável pela carteira de ativos do fundo, acompanha o mercado e decide a melhor estratégia de alocação de ativos, seguindo sempre a política de investimento presente no regulamento. Busca a maior rentabilidade e o menor risco. O gestor também poderá ser o administrador do fundo.
Distribuidor Responde pela venda e distribuição do fundo.
Custodiante Responsável pela custódia dos ativos do fundo, ou seja, “guarda” os ativos. Além disso, registra, liquida e exerce os direitos e obrigações dos ativos da carteira.
Auditor independente Avalia contabilmente o fundo, prezando pela credibilidade das informações divulgadas nos documentos e distribuídas aos investidores. Tem o dever de garantir maior segurança aos cotistas.

Vantagens de investir em fundos

Facilidade de diversificação da carteira de investimento: O investidor tem a vantagem de poder aplicar em diversas classes de ativos, com características diferentes, com prazos e taxas distintos. É aquela famosa máxima: “não colocar todos os ovos numa única cesta”, ou seja, não é aconselhável investir todo o dinheiro somente em um ativo.
É possível aplicar mesmo com poucos recursos E ter acesso a várias carteiras. Vale lembrar que alguns ativos exigem altas taxas de custódia a que o investidor, muitas vezes, não tem condições de fazer frente sozinho. Cada fundo tem um valor mínimo de entrada e existem alguns que estão acessíveis a partir de R$ 100,00.
Acesso à gestão profissional da carteira de investimentos: Isso porque todo fundo de investimento possui gestor qualificado e certificado responsável por gerir, comprar e vender ativos para atingir objetivos, sempre seguindo o regulamento do produto. Geralmente os investidores não têm tempo ou condições para fazer gestão de suas carteiras de investimento e saber qual o melhor ativo dentro de cada cenário econômico. Como fundos de investimento têm quantidade robusta de recursos (vários investidores), os gestores conseguem montar carteiras sofisticadas, inclusive, tendo plenas condições de gestão sobre essas carteiras.
Diluição de custos e pagamento de impostos Ao reunir vários cotistas, um fundo consegue dissolver entre eles custos de corretagem e gestão. Em relação ao Imposto de Renda, é recolhido diretamente na fonte.
Menos burocracia O gestor, além de gerir os ativos da carteira, é responsável por todo o trâmite burocrático que envolve, inclusive, recolhimento de impostos e cumprimento das regras de cada fundo. Isso é extremamente importante, principalmente para investidores que não são profissionais e não têm tempo para realizar a gestão dos seus recursos.
Fácil acompanhamento Mesmo com o gestor realizando a gestão dos ativos, é importante que cada cotista acompanhe constantemente os seus investimentos. Os fundos lançam relatórios periódicos e o valor da cota é atualizado diariamente.

Impostos

Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) Este imposto incide sobre a rentabilidade bruta do fundo de forma regressiva até 0%, sobre o seguinte intervalo de tempo: D+0 a D+30.
Imposto de Renda (IR) Incide de forma regressiva sobre a rentabilidade bruta (exceto fundos de ações que têm alíquota constante).

Modalidades

A tributação é realizada na fonte pela instituição financeira sobre a rentabilidade obtida no fundo, conforme a modalidade: fundos de ações, de curto e de longo prazo:

Fundos de ações Os Fundos de Ações Bradesco são administrados por especialistas que direcionam recursos para investimentos diversificados, por meio de uma análise criteriosa suportada por políticas estabelecidas nos regulamentos dos fundos, sempre com o objetivo de proporcionar os melhores retornos para você, investidor.
PRAZO ALÍQUOTA
Qualquer prazo 15%
Fundos de curto prazo Possuem um prazo médio de carteira igual ou inferior a 365 dias. Seguem a regra de tributação a seguir. Vale ressaltar que, independente do prazo, a alíquota mínima do fundo será de 15%.
PRAZO ALÍQUOTA
Até 180 dias 22,5%
Superior a 180 dias 20%
Fundos de longo prazo Possuem prazo médio de carteira superior a 365 dias. Seguem a regra de tributação a seguir. Vale ressaltar que, independente do prazo, a alíquota mínima de fundos de investimento de longo prazo é de 15,0%.
PRAZO ALÍQUOTA
Até 180 dias 22,5%
181 a 360 dias 20%
361 a 720 dias 17,5%
Superior a 720 dias 15%

Come-Cotas

É a antecipação do Imposto de Renda para a Receita Federal que se traduz em redução de cotas do investidor no fundo. Esse recolhimento de cotas é realizado semestralmente (meses de maio e novembro, no último dia útil) na fonte, de acordo com as menores alíquotas para cada perfil de fundo. Vale ressaltar que fundos de ações não possuem come-cotas. Fundos de curto prazo têm a incidência de come-cotas na alíquota de 20% e fundos de longo prazo na alíquota de 15%. Esse adiantamento de imposto é deduzido posteriormente da alíquota vigente ao período. Veja os exemplos:

Longo prazo Este imposto incide sobre a rentabilidade bruta do fundo de forma regressiva até 0%, sobre o seguinte intervalo de tempo: D+0 a D+30.
PRAZO COME-COTAS ALÍQUOTA
Até 180 dias 15% 7,5%
181 a 360 dias 15% 5%
361 a 720 dias 15% 2,5%
Superior a 720 dias% 15% 0%
Curto prazo Incide de forma regressiva sobre a rentabilidade bruta (exceto fundos de ações que têm alíquota constante).
PRAZO COME-COTAS ALÍQUOTA
Até 180 dias 20% 2,5%
Superior a 180 dias 20% 0%

Portanto, caso fique alocado em fundo de longo prazo por 725 dias, ou seja, a “alíquota mínima”, o investidor não sofrerá a incidência de imposto de renda na saída do fundo. Vale ressaltar, contudo, que o come-cotas continuará acontecendo.

Por que há a incidência de come-cotas? Fundos têm uma característica que é essencial e os diferenciam de outras modalidades de investimento: não possuem vencimento. Logo, esse adiantamento em forma de cotas é uma forma da receita federal antecipar receitas que não têm prazo definido para tributação.
IOF Além do imposto de renda, em fundos de investimento (exceto os de ações) e alguns outros ativos mobiliários há incidência do Imposto sobre Operações Financeiras. O IOF tem base de cálculo na rentabilidade e incide somente em resgates feitos nos 30 primeiros dias de aquisição do ativo. Segue esta tabela:
DIAS IOF DIAS IOF
1 96% 16 46%
2 96% 17% 43%
3 90% 18 40%
4 86% 19 36%
5 83% 20 33%
6 80% 21 30%
7 76% 22 26%
8 73% 23 23%
9 70% 24 20%
10 66% 25 16%
11 63% 26 13%
12 60% 27 10%
13 56% 28 6%
14 53% 29 3%
15 50% 30 0%

Diversas alternativas de Fundos de Ações para ampliar suas possibilidades de investimento. Encontre o distribuidor de fundo mais adequado ao seu perfil de acordo com o valor aplicado e o grau de risco que você deseja assumir.

Fundos de Ações

Explorar

Diversas alternativas de Fundos de Ações para ampliar suas possibilidades de investimento. Encontre o distribuidor de fundo mais adequado ao seu perfil de acordo com o valor aplicado e o grau de risco que você deseja assumir.

  • Active Plus Ações
  • Prime Active Ações
  • Ibovespa Ações
  • Dividendos Ações
  • Prime Dividendos Ações
  • Prime Index Ações

Fundos Cambiais

Explorar

Carteira formada por cotas de fundos de investimentos cambiais. É uma alternativa para você, que busca uma rentabilidade que acompanhe as variações da moeda americana. A aplicação é realizada em títulos de renda fixa públicos e títulos privados. No mínimo 80% de sua carteira acompanha as variações de preços do dólar e do cupom cambial.

  • Cambial Dólar

Fundos CDI

Explorar

Seus recursos valorizam com o aumento dos juros do mercado, além da liquidez diária, segurança e rentabilidade para seu investimento.

  • HiperFundo DI
  • Ônix Simples RF
  • Platinum DI
  • Prime Plus DI
  • Supremo DI
  • Topázio DI
  • VIP DI

Fundos de Crédito Privado

Explorar

São aplicações para os correntistas que buscam opções de investimento em renda fixa, assumindo riscos no mercado de taxa de juros pós-fixadas, prefixadas e índices de preços, investindo especialmente em títulos de crédito privado.

  • Prime Crédito Privado RF
  • Prime Crédito Privado 22 RF
  • Prime Crédito Privado 22 RF (Q)

Fundos de Terceiros

Explorar

Investimento em fundos de outros gestores, dentro do Bradesco. Uma opção para os correntistas que buscam mais rendimento e diversidade em suas aplicações.

    Multimercado

  • Multigestores Plus
  • SPX Nimitz Multimercado
  • Kapitalo Kappa Multimercado
  • Gavea Macro Multimercado
  • Bahia Maraú Multimercado
  • Adam Multimercado

Internacional

  • PIMCO Income Inv Exterior Multimercado

Ações

  • Multigestores Long Biased Multimercado

Fundos Internacionais

Explorar

Impactado pelos preços das ações e variação cambial das respectivas moedas, este fundo investe em ações e/ou BDRs de empresas que estão em regiões como: Estados Unidos, Europa, Ásia e Pacífico e está autorizado a realizar aplicações em ativos financeiros no exterior.

  • Prime Global Investimento no Exterior Ações
  • Prime Global Investimento no Exterior Ações (Q)
  • BDR Nível I Ações

Juro Real

Explorar

Fundo que busca rentabilidade e proteção contra a inflação. A carteira é formada por cotas de fundos que aplicam em títulos de renda fixa públicos federais, assumindo posições ativas nos mercados de taxas de juros pós-fixadas e índices de preço.

  • IMA-B RF

Fundos Multimercado

Explorar

Investimento de condomínio aberto com carência para resgates que busca retornos relacionados à alta das ações.

  • Absoluto TOP 42 Multimercado
  • Bolsa Americana Multimercado
  • COE (Certificado de Operações Estruturadas)
  • Macro 22 Multimercado LP
  • Multi-Estratégia Multimercado
  • Prime Multigestores Multimercado

Fundos Prefixados

Explorar

Beneficia-se da queda das taxas de juros, tendo o objetivo de aplicar seus recursos em uma carteira de renda fixa com posição preponderantemente prefixada. Utiliza estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento.

  • Multi-Índice RF
  • Prime Multi-Índices RF
  • Prefixado 15.000 RF